Noz-moscada para plantar e colher, saiba como


A noz-moscada é a semente da moscadeira (Myristica fragans), uma árvore da família das Myristicaceae, nativa das ilhas Molucas, na indonésia, que pode atingir até 15 metros de altura. É uma planta dióica, isso quer dizer que ela tem os dois sexos: plantas com flores femininas e plantas com flores masculinas. O caráter dióico se manifesta em uma proporção de 50% para cada sexo. A polinização é cruzada (masculinas x femininas) requer em média 10% de plantas masculinas, para fecundar as flores femininas.

As flores femininas dispostas na inflorescência com uma ou três flores; possuem um ovário superior (estigma) que recebe os grãos de pólen das flores masculinas, trazidos por ventos e insetos, promovendo a fecundação. As flores masculinas, dispostas em inflorescência com uma ou três flores; possuem um receptáculo em forma de coluna, onde ficam ligadas às anteras com os grãos de pólen.

Moscadeira: árvore da noz-moscada e do macis

Plantio
A espécie se adaptada ao clima quente e úmido, com temperatura média anual de 25· C, precipitação pluviométrica de 1.500 a 3.000 ao ano, com chuvas bem distribuídas, sem período de estiagem prolongado. Prefere as baixas altitudes, inferiores a 500 metros. Os solos mais recomendados devem ter um bom teor de matéria orgânica, profundos e bem drenados.

A propagação se faz geralmente por sementes, devendo-se escolher as maiores e mais pesadas, sem manchas e deformações ou outro qualquer defeito, provenientes de plantas matrizes sadias vigorosas e produtivas.

A semeadura deve ser feita com a semente em posição horizontal, em canteiros com intervalos de cerca de 3 a 5 cm. Rega diária e exposição de luz a 50%, em média. A germinação ocorre entre 30 a 40 dias e o índice de germinação médio de 50%. Mudas com 5 cm de altura, é hora de mudá-las para sacos com 2 a 3 kg de terra rica em matéria orgânica, permanecendo no viveiro por cerca de 12 meses para receber tratos culturais adequados.

Com 20 a 30 cm de altura, 3 pares de folhas e caule com 1 cm de diâmetro as mudas já estão prontas para o plantio. As covas com as dimensões de 40 cm em todas as direções no espaçamento de 8x8m, proporcionando uma densidade de 156 plantas por hectare.

Noz-moscada, a semente da moscadeira

Cultivo no Brasil
Cultivada no Sul da Bahia, onde o plantio é realizado entre os meses de maio a agosto, sob boas condições de sombreamento provisório com bananeira.

Cuidados especiais
Os cuidados com o cultivo se limitam a 4 limpezas anuais a fim de evitar a concorrência com o mato. Realizar desbaste de bananeira a fim de eliminar o excesso de sombreamento, quando necessário. As pragas mais comuns são os insetos sugadores, a exemplo de tripes, todavia sem causar danos econômicos significativos.

Doenças
Há registro da enfermidade, vulgarmente conhecida como "mal rosado" provocada pelo fungo Corticium salmonicolor, cujo controle é feito cortando o galho infectado de 20 a 30 cm do ponto de infecção. Em seguida pulveriza com fungicida à base de cobre a 5%. Os galhos doentes eliminados devem ser queimados fora da área da cultura.

Colheita
A moscadeira da região Sul da Bahia iniciam a produção aos 4 anos, dois anos mais cedo que na Indonésia, seu ambiente nativo. Os frutos são deiscentes (se abrem quando maduros) e medem de 5 a 8 cm de diâmetro. Maduros, são de cor amarelo-claro e se racham em duas partes, expondo as sementes. Estas são ovais e medem de 3 a 4 cm de comprimento por 2 a 3 de largura, com tegumento lenhoso marrom e duro, envolvido por uma membrana de cor avermelhada, o macis. Dentro dessa casa dura está a noz-moscada.

Apenas as plantas dotadas de flores femininas produzem frutos, porém é necessário manter no plantio o percentual de 10 a 20% de plantas masculinas para que ocorra uma boa fecundação. A maturação dos frutos ocorre com 170 a 180 dias após a fecundação. O rendimento varia com a idade, vigor e estado fitossanitário da planta. Uma boa produção é estimada em 1.500 a 2.000 frutos por ano, o que corresponde 10 a 15 kg de sementes frescas, e 3 a 4 kg de macis. Após a secagem resulta em 5 a 7 kg de noz-moscada e 1,5 a 2 kg de  macis. A concentração da produção é entre os meses de abril a setembro.

Melhoramento
Após a colheita os frutos são completamente abertos para retirada das sementes. Separa-se o macis das sementes, colocando as mesmas a secar por um período de 9 a 13 dias. As sementes passam por um período de três semanas para secarem. Durante a secagem, tanto o macis quanto a semente deve ser revolvido de hora em hora, a fim de uniformizar o processo de secagem. O sinal de que estão secas é o som do noz chacoalhando dentro da casca ao ser agitada.

Faz-se então a extração da noz, com cuidado para não esmagar a noz. Após o beneficiamento as nozes são armazenadas em vasilhames apropriados: caixas ou sacos plásticos, fechados e armazenados em local iluminado e fresco.


Comercialização
Atualmente a noz-moscada é largamente comercializada, principalmente na Europa, como condimento na indústria frigorífica e farmacêutica, na perfumaria e tabacaria. Anualmente, comercializam-se com os países da Europa e Oriente Médio, cerca de 10 mil toneladas no valor de 30 milhões de dólares, o que atende apenas a 50% das necessidades do mercado mundial.

Macis pronto para ser prensado.

No mundo, os principais países produtores são: Granada, Indonésia, Índia, Papua-Nova Guiné, Sri Lanka, Tanzânia, Trinidad e Tobago e Tailândia. Já os principais compradores são: Reino Unido, França, Canadá, Estados Unidos, Japão, China e Austrália.

Referências
- Livro dos alimentos
- Erowid. Effects of Nutmeg & Myristicine by Scott Dorsey . Página visitada em 30/08/2012.
- Hannard (1991), page 7; Milton, Giles. Nathaniel's Nutmeg. London: Sceptre, 1999. 5 and 7 p. ISBN 978-0-340-69676-7
- Hannard (1991), page 7


Leia também: 
Moscadeira: árvore da noz-moscada e do macis
Noz-moscada, a semente da moscadeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente...